87

Em carta publicada nesta sexta-feira (18), o papa Francisco prestou solidariedade às vítimas da tragédia de Petrópolis, no Rio de Janeiro. As autoridades locais já identificaram 120 mortos após as chuvas que atingiram a cidade na madrugada de terça-feira (15).

“O Santo Padre, ao tomar conhecimento com profundo pesar das trágicas consequências do deslizamento de terras nessa cidade, confia ao senhor Bispo transmitir às famílias das vítimas as suas condolências e a sua participação na dor de todos os enlutados ou despojados de pertences”, publicou o papa, na carta divulgada.

Na mensagem, divulgada no Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé, o pontífice desejou “eterno repouso” aos falecidos e conforto aos familiares e amigos das vítimas.

O número de mortos em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, chegou a 120, segundo o Corpo de Bombeiros. Outras 116 vítimas estão desaparecidas, de acordo com os últimos dados divulgados.

Bairro Castelânea em Petrópolis, após fortes chuvas que atingiram a região Serrana do Rio

O tempo permanece instável em Petrópolis. Voltou a chover forte na noite de quinta-feira (17/2), o que fez a Defesa Civil acionar as 14 sirenes. Um alerta foi feito na madrugada desta sexta-feira (18/2) no Morro da Oficina, um dos locais mais devastados pela tempestade, para que os moradores deixem suas casas.

Na manhã desta sexta-feira (18/2), está prevista a visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) a Petrópolis. Bolsonaro deve ir ao centro de operações e se reunir com o governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, com o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, e demais autoridades.


0 Comments

O seu endereço de email não será publicado.

Porfavor, ajude o Viva São Gonçalo desligando o seu adblock.

Somos um portal de comunicação livre que busca novas formas de produção e distribuição de informação a partir da tecnologia. Entendemos a comunicação democrática como um direito humano e defendemos o interesse público, a diversidade cultural e o direito à informação, visibilizando pautas de comunicação, causas identitárias, cultura, meio ambiente, juventude e outras que dialogam com os desafios do século XXI.

 

Agradecemos sua colaboração.